sábado, novembro 04, 2006

A lula e a baleia


The Squid and the Whale (A Lula e a Baleia)
Realização:
Noah Baumbach

Elenco:
Jeff Daniels
Laura Linney
Jesse Eisenberg
William Baldwin
Anna Paquin





Sinopse:
Bernard (Jeff Daniels), um académico e autor, e a sua agitada mulher Joan (Laura Linney) e escritora, desistiram do seu casamento. Os seus dois filhos Walt (Jesse Eisenberg), 16, e Frank (Owen Kline), 12, são deixados a lutar com os seus sentimentos confusos e conflituosos.


"Sem as lágrimas habituais mas com um charme bem ácido, o filme extremamente humano de Baumbach toca bem fundo."
Peter Travers, Rolling Stone

Comentário:
Entre o drama e a comédia, "A Lula e a Baleia" retrata o ruir de um casamento e as marcas que este acontecimento deixa em todos, em particular nos filhos do casal. As interpretações são todas de mestre. Jeff Daniels, meio desaparecido e em papéis menos relevantes, surge aqui numa boa interpretação,num contexto que lhe é pouco frequente, no cinema Independente. Jesse Eisenberg e Owen Kline, como filhos do casal, representam de uma forma bastante coerente e madura, apesar de serem muito jovens, os seus gestos, as suas falas e as suas expressões que condesam toda a dor e a dificuldade pela situação em que se vêm envolvidos de surpresa. Laura Linney mantém a sua subtileza e discrição, num papel forte, encarnando a matriarca distanciada do marido, em ascensão profissional, envolvida em constantes casos amorosos.
Um filme de qualidade que retrata um pouco da experiência do realizador, filmado em 23 dias, com a duração de 81 minutos, mas suficiente para mostrar o lado confuso do desamor e da separação, e para provar como se fazem bons filmes, longe das grandes produções.

Etiquetas:

7 Comments:

Blogger Hugo Alves said...

Uma das provades de que, na actualidade, o melhor cinema para as bandas do Tio Sam é independente e, mais importante, que se dedica a contar de forma eficaz histórias simples. O Cinema, na sua essência, é isso mesmo.

2:34 da manhã  
Blogger MJ said...

Já tinha ouvido falar mas agora fiquei cheia de vontade de ver. Só falta arranjar o tempo :/
Beijinhos

9:17 da manhã  
Blogger sandra said...

As últimas orações do teu último parágrafo não podiam estar mais acertadas. Também gostei da abordagem simples ( e não simplória) de mais esta realidade... que como tal aqui não se pretende, entenda-se.

9:30 da tarde  
Blogger AMMedeiros said...

Uma sugestão bem sugerida. Cinema puro.

Um beijo

1:51 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Tenho de o ver ...

7:32 da tarde  
Blogger wellington said...

Ahhhh, óptima lembrança! Vai entrar na minha listinha de melhores do ano hahaha.. Gosto muito deste tom minimalista, quase contido do novo cinema ndependente americano. Ah, muito obrigado por me linkar! Vou pôr o teu também lá no Prepúcio, meu outro blog. Beijinhos

www.prepuciocomqueijo.blogspot.com

1:06 da manhã  
Blogger gonn1000 said...

Também gostei, não é brilhante mas está bem escrito e interpretado, o que já não é pouco.

9:37 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer