quinta-feira, março 29, 2007

Razoável e Fraco

Domino

Ano: 2005

País: EUA/França

Realização: Tony Scott

Elenco:
Keira Knightley
Mickey Rourke
Edgar Ramirez
Delroy Lindo
Lucy Liu
Christopher Walken
Mena Suvari



The Butterfly Effect 2 - Efeito Borboleta 2

Ano: 2006

País: EUA

Realização: John R. Leonetti

Elenco:
Eric Lively
Erica Durance
JR Bourne















Comentário:

Domino: Costumam dizer que Tony Scott é o menos talentoso dos irmãos, o que em muitas situações (ou filmes em comparação) até concordo. Neste caso parece-me que Tony Scott não se saiu mal.
O filme é baseado (com algumas alterações é claro) na vida de Domino Harvey (Keira Knightley), filha do actor Laurence Harvey, que ao cansar-se da sua vida na alta sociedade de L.A., começa uma carreira como caçadora de recompensas, com o mentor Ed Mosley (Mickey Rourke) e a sua equipa.
A história é interessante, as interpretações não são brilhantes, mas não desiludem, encontramos facilmente, é lógico, a mão de Tony Scott, nos exagerados tiroteios (Como em "amor à queima-roupa", que Tarantino não quis realizar) e nos excessos ao nível visual, de resto nada a dizer.

The Butterfly Effect 2: Como digo sempre, não há amor como o primeiro. O primeiro filme era inovador pela história, e as interpretações razoáveis. Esta sequela, como acontece muitas vezes, é desnecessária, fraca, repetitiva, cansativa e com interpretações aquém.

Etiquetas:

10 Comments:

Blogger serotonina said...

Este Domino está aqui bem perto de mim para ver bem brevemente. Curiosa quanto a algumas coisas que li sobre o filme e pena que a adaptação não tenha sido fiel à personagem, não se entende porquê!

9:28 da manhã  
Blogger o alquimista said...

As coisas que aprendo contigo...


Doce beijo

11:01 da tarde  
Blogger Lorde David said...

Lembro pouco de Domino, além da fotografia ofuscante, mas o que me surpreendeu à época foi o senso de humor do filme, além da presença de vários rostos conhecidos dos anos 80, como Mickey Rourke e Dabney Coleman, o que eleva o filme para um pouco acima do mediano.

2:51 da tarde  
Anonymous Roberto Queiroz said...

Tony Scott é aquele diretor que quando acerta (coisa que fez pouqíssimas vezes na carreira) ele deixa o espectador extasiado, quando erra, erra muito. Para mim, é o caso desse Domino (sem contar que essa menina, a Keira Knightley, nunca me disse nada). Quanto a Efeito Borboleta 2 (não assisti nenhum dos dois, prefiro então, não opinar). No entanto, Uma Canção de amor para Bobby Long é filmaço! uma produção que eu esnobei por um longo tempo nas prateleiras das locadoras, mas quando assisti valeu cada fotograma.

(http://claque-te.blogspot.com): À Procura da Felicidade, de Gabriele Muccino.

1:53 da tarde  
Blogger Museu do Cinema said...

Gostei do Domino, e acho o Tony Scott um grande diretor, ele tem um estilo próprio que acho muito interessante.

10:56 da tarde  
Blogger ffnobrega said...

Achei, para "variar" na filmografia Scott, um filme que de tão metido a estilosos esquece que é um filme. Estranho? POis é, talvez seja essa sensação quando terminamos a sessão. Parece que vimos tudo de uma evz só, porém não sobra nada para le,brar. Se esquece dele logo que tiramos o dvd de dentro do aparelho.
Inté!

1:35 da manhã  
Blogger Klatuu o embuçado said...

O primeiro ainda sou capaz de ir ver.

4:00 da manhã  
Blogger Rui Luís Lima said...

uma boa Páscoa e bons filmes
paula e rui lima

5:20 da tarde  
Anonymous Bakemon said...

O trailer prometia, mas Domino me deu sono... Já do Butterfly passarei longe...

5:50 da tarde  
Blogger Luís Alves said...

estou curioso para o ver. não chegou a estrear em Portugal em sala. Já saiu o dvd? abraço Luís

4:45 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer