sexta-feira, março 02, 2007

Eclipse da Lua


Lua «desaparece» totalmente a 3 de Março

Eclipse é vísivel em Portugal





Os portugueses vão poder assistir no primeiro sábado de Março, se as condições do céu o permitirem, ao primeiro eclipse total da Lua desde 2004, visível em toda a Europa, África e Ásia ocidental.

O fenómeno terá início às 21h30 (hora TMG e de Lisboa) de 03 de Março, depois da Lua entrar em penumbra às 20h18, e terminará à 01:20 dessa noite, com o eclipse total a ocorrer entre 22h44 e as 23h58, precisou à agência Lusa a astrónoma Albertina do Campo, do Observatório Astronómico de Lisboa (OAL).
Se as nuvens não interferirem, a Lua "cheia" estará nessa noite bastante alta no céu, virada a sul, em muito boas condições para se observar a sua ocultação, referiu. O eclipse resultará da interposição da Terra entre o Sol e a Lua, que fará projectar nela a sua sombra em forma de cone.

Mas mesmo no meio da fase de ocultação total, às 23h21, a Lua não irá desaparecer completamente devido a radiações luminosas de partículas da atmosfera terrestre que se projectam nela. É por isso que o disco lunar estará sempre visível, com várias tonalidades entre o cinzento e o avermelhado, explicou a astrónoma do OAL.

Foi a partir da observação dos eclipses que os antigos gregos descobriram que o planeta era redondo, recordou Albertina do Campo. A palavra eclipse vem aliás do grego (ékleipsis), que significa desaparecimento.

Sessões em todo o País

Em todo o país haverá sessões públicas de acompanhamento do fenómeno, com explicações detalhadas, com o Observatório Astronómico de Lisboa a abrir as suas portas ao público na noite de 03 de Março e o NUCLIO (Núcleo Interactivo de Astronomia) a promover uma sessão idêntica no Centro de Interpretação Ambiental da Ponta do Sal, em São Pedro do Estoril.

Embora o eclipse seja facilmente visível à vista desarmada, o OAL disporá de telescópios para os curiosos e o NUCLIO dará aos interessados a possibilidade de observarem em directo, via Internet, a evolução do fenómeno noutros países, caso a Lua esteja encoberta nessa noite.

A norte, o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto organiza também uma sessão de observação do eclipse na sua sede, na rua das Estrelas, durante a qual reunirá uma "Tertúlia" animada por um astrónomo, onde o público poderá esclarecer as suas dúvidas.

Este é o primeiro dos dois eclipses totais da Lua de 2007, com o segundo a ocorrer a 28 de Agosto, mas dessa vez não será visível na Europa.

O último ocorreu na madrugada de 28 de Outubro de 2004, uma quinta-feira, entre as 03h23 e as 04h45, sendo o de 03 de Março a horas bem mais convenientes, já que tudo se vai passar depois da hora do jantar de um sábado à noite.

In "Ciência Hoje"

Etiquetas:

4 Comments:

Blogger Yardbird said...

Tive pena de não ver.~
Tratam-se sempre de fenómenos muuito interessantes

4:54 da tarde  
Blogger _Loot_ said...

A lua obscura a falar do eclipse da lua, a ironia :)

12:37 da manhã  
Blogger LemonTea said...

Luas há que nunca se eclipsam! :)

3:12 da tarde  
Blogger sandra said...

Só tu jamais desaparecerás, pelo menos totalmente. À minha vista, bom... bem vistas as coisas, andas a eclipsar-te com demasiada regularidade... :)

8:41 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer