quarta-feira, maio 09, 2007

Recordações musicais


















Grace Jones (Grace Mendoza) nasceu a 19 de Maio de 1948 na Jamaica.
Modelo, cantora e actriz, Grace Jones destaca-se pela imagem sofisticada e pela aparência andrógina que nos finais dos anos 70 e princípios dos anos 80 questionava agressivamente os estereótipos raciais e sexuais, associados ao corpo de uma mulher negra.


I've Seen That Face Before (Libertango)
Grace Jones

Strange, I've seen that face before,
Seen him hanging 'round my door,
Like a hawk stealing for the prey,
Like the night waiting for the day,

Strange, he shadows me back home,
Footsteps echo on the stones,
Rainy nights, on Hausmann Boulevard,
Parisian music, drifting from the bars,

Tu cherches quoi, rencontrer la mort,
Tu te prends pour qui, toi aussi tu detestes la vie,

Dance in bars and restaurants,
Home with anyone who wants,
Strange he's standing there alone,
Staring eyes chill me to the bone.

Dans sa chambre, Joel et sa valise,
un regard sur ses fringues,
Sur les murs, des photos,
Sans regret, sans mélo,
La porte est claquée, Joel est barré.

Recordações não só musicais como cinematográficas, "Libertango" não pode deixar de associar-se a "Frantic" de Roman Polanski.

Etiquetas:

4 Comments:

Blogger cineclube de faro said...

Desculpe a intrusão, mas é o “desespero” a falar :-) a comunicação social dita respeitável não nos liga muito... e dado o seu interesse pelo tema...

enfim, fica a informação!

obrigado.
a direcção do CCF


BERNARDO SASSETTI, EM CONCERTO QUE IGUALMENTE COMEMORA O 10º ANIVERSÁRIO DO SEU TRIO (Sassetti no piano, Carlos Barreto no contrabaixo e Alexandre Frazão na bateria, ESTREIA EM FARO A SUA ÚLTIMA COMPOSIÇÃO MUSICAL, "SUITE PARA DOM ROBERTO", uma encomenda do Cineclube de Faro.

6ªf, 18 DE MAIO, PELAS 21H30, NO TEATRO DAS FIGURAS (TEATRO MUNICIPAL DE FARO).

mais informações aqui
aqui

se o link não resultar, favor copiar e colar no browser este:
http://www.cineclubefaro.com/web/programacao/default.asp?p=e&s=3f&d=05&yr=2007

4:56 da tarde  
Blogger Lua Obscura said...

Não há qualquer intrusão, fico grata e satisfeita pela informação, e bem sei que a comunicação social por vezes esquece algumas iniciativas. Estudei em Faro e na época frequentava o cineclube, que sempre fez uma selecção de qualidade nos ciclos apresentados.

Cumprimentos cinéfilos

4:55 da manhã  
Blogger Rui Luís Lima said...

Grace Jones foi quase um alvo em movimento quando James Bond se chamava Roger Moore, a música essa era dos Duran Duran, mas a cena dela a voar da Torre Eiffel ficou na nossa memória, para além de um album lançado na época... vinil claro!
uma boa semana
paula e rui lima

1:27 da tarde  
Blogger Tiago Barra said...

A Grace ofereceu a melhor interpretação do "la vie em rose" da Piaf.

A energia dela deu uma canção intemporal...

Ainda passa na rádio!

8:52 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer