sábado, setembro 29, 2007

De novo Cage

Ghost Rider
Realização:
Mark Steven Johnson
Elenco:
Nicolas Cage, Eva Mendes, Wes Bentley

Sinopse:
Para salvar aqueles que ama, Johnny Blaze (Nicolas Cage), um duplo famoso pelas suas acrobacias com motas, vende a alma ao diabo. Agora Blaze está condenado a viver sem destino, como o amaldiçoado Ghost Rider.

Comentário:
Sempre fui uma curiosa quanto a adaptações das bandas desenhadas da Marvel, porque gosto de as ler. No entanto sempre me desiludi com as mesmas e continuo desiludida, prefiro as bandas desenhadas.
"Ghost Rider" é um filme sem sal, com interpretações fracas, com constantes clichés, e diria mesmo um pouco cansativo, nem os efeitos especiais o salvam. Pergunto-me o que Cage andará a fazer? Se "Wicker Man" era péssimo, "Ghost Rider" não fica muito atrás.
Gosto muito de Nicolas Cage, aliás, gosto muito da família Coppola, mas
tenho realmente saudades do Cage de "Leaving Las Vegas", "Face/Off", "Con Air", "City of Angels" e "Lord of War".
Quando voltará de novo esse Cage?

Etiquetas:

8 Comments:

Blogger Arpedro said...

Reconheço a minha ignorância quanto a figuras da banda desenhada porque nunca apreciei o género (ou se calhar nunca li as coisas certas).
Fui ao cinema ver este filme. Fui enganada porque me deixei convencer pelo protagonismo de Nicolas Cage. Saí de lá defraudada, porque não é o meu género de filme e porque a actuação do actor não me convenceu. Enfim...

9:38 da tarde  
Blogger Ramon Scheidemantel said...

Realmente o filme é bastante fraco. É bom que Nicolas Cage tenha acertado no filme Next (em cartaz nos cinemas) porque sua carreira está precisando urgente de alguma reviravolta.

Cumprimentos cinéfilos!

3:21 da manhã  
Blogger Lorde David said...

Não gostei muito deste filme também. Vi o novo dele, Next, e também não sei se gostei. E tenho mais saudades ainda de Cage do tempo de Wild at Heart, Raising Arizona, Peggy Sue, entre outros. Ou seja, o Cage dos anos 80. Um beijo.

10:33 da tarde  
Blogger contra-regra said...

Lixo! Não, lixo, não, pois lixo pode ser reciclado e transformado em algo útil. Motoqueiro Fantasma é totalmente descartável. Espero que Cage tome cuidado com sua carreira, pois a nau anda à deriva pros lados dele há algum tempo. Verei Next essa semana (espero que ele retorne ao prumo).

(http://claque-te.blogspot.com): Notas sobre um Escândalo, de Richard Eyre.

12:55 da tarde  
Blogger _Loot_ said...

Eu sei que ele quis partecipar néste filme porque adora a personagem até tem uma tatuagem do motoqueiro, mas o filme é muito fraco.

9:28 da tarde  
Blogger sandra said...

Absolutamente! Este filme chega a irritar de tão previsível que é. Nada inovador... Espero que tenha sido mais uma experiênica de Cage em busca de maior versatilidade.

8:32 da tarde  
Blogger Luís Alves said...

oh lua, mas também com este conceito, não seria de esperar muito. além do mais, que nicholas cage apesar de ser um excelente actor não tem NADA a ver com o Motoqueiro Fantasma da BD:)

1:31 da tarde  
Blogger Ruca said...

7 Comentários que dizem que o filme é mau... Por favor... Queriam o quê? Que ele morresse no final? Que se apaixonasse? Vocês ao menos conhecem a história do ghost rider? Sabem o que é pelo menos a Marvel? É claro que numa história em que mais uma vez é o Bem contra o mal, não se pode puxar muito pela coisa!!! Pa ser sincero, preferia que n tivesse sido o Nick a faze-lo, pois assim, não teria tido as criticas todas que teve! A história é assim, e tentar fazer melhor é complicado... Agora, por favor, não me estraguem a infancia, e deixem os filmes adaptados de banda desenhada para quem realmente gosta, seja quem for o actor!!!

Ps: Storinha, grande beijinho!

11:42 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer