terça-feira, setembro 11, 2007

Next


Next - Sem Alternativa

Ano: 2007

Realização: Lee Tamahori

Elenco:
Nicolas Cage
Julianne Moore
Jessica Biel






Sinopse:
Cris Johnson (Cage) é um ilusionista com um dom secreto, Johnson tem a capacidade de ver alguns minutos do futuro, e esse talento dá-lhe uma importante ajuda, não só na sua profissão, mas quando precisa de ganhar algum dinheiro nas mesas de blackjack. Mas a sua estranha capacidade de bater as probabilidades não passou despercebida, e uma agente do FBI (Moore) está ansiosa por poder contar com a sua ajuda para apanhar um grupo terrorista que planeia atacar Los Angeles com uma bomba nuclear.

Comentário:
A história é original e a interpretação de Nicolas Cage muito boa, aqui a interpretar um homem simples que não escolheu ter um dom e nunca pretendeu aplicá-lo na vertente banal de super-herói.
A forma como o realizador explora o dom de Cris Johnson é bastante interessante porque mostra as diversas probabilidades do que pode acontecer, se este não as alterar. O filme é rápido na acção, tem apenas falhas ao nível dos efeitos especiais que são pouco naturais e têm por isso algumas falhas imperdoáveis.
Quanto a Julianne Moore, actriz magnífica, não brilha, talvez pela importância da personagem principal, de Nicolas Cage, mas também não desilude (como em "Freedomland").
No entanto é um filme a ver, pela história, pela exploração da mesma, e pela interpretação de Cage (a limpar a interpretação anterior no absurdo "Wicker Man").

Etiquetas:

12 Comments:

Blogger neva said...

bem la será amis um para a lista :)

10:37 da manhã  
Blogger osbandalhos said...

Quero ver se não vejo.

12:49 da tarde  
Blogger serotonina said...

Deixaste-me curiosa, lá terei que ir ver!

9:00 da tarde  
Blogger osbandalhos said...

para quando "pior filme da minha vida!" ?
Eu tinha um que era o "procura-se noiva", mas vi agora o "sahara" e...fiquei catatónica! Gostei dos 007, Arcas Perdidas, Múmias, etc., mas não estava preparada para..."isto"! Porque é que se falou dele? Estou com algum problema?
S

7:32 da tarde  
Blogger osbandalhos said...

por causa de ti, estou a recuperar da minha visão (de cinema!).
e rebento se não digo que ontem tive orgasmos múltiplos com os sexsymbols da minha vida, todos enfiados no mesmo filme: Benicio del Toro, Rutger Hauer e Harry Connick Jr. (faltava o Christ. Lambert). Foi no "Excess Baggage". O que vale é que o filme era levezinho...que eu não tenho areia para tanto...avião!
S

7:57 da tarde  
Blogger Lua Obscura said...

"Excess Baggage"- Bagagem explosiva, de facto é levezinho. Quanto aos teus sex symbols, retiro apenas o Rutger Hauer.
Nunca vi o Sahara, mas sempre achei que não devia ser grande coisa, lol. O pior filme, bem de facto há imensos, então comédias, Meu Deus, eu lembro-me assim de repente do Evolution (tão mauzinho!!!)
Bem, deixo-te aqui um conselho, ainda não falei do blog sobre o filme, mas é muito bom. "Venus" com o já velhinho Peter O'Toole, é uma espécie de Lolita. Muito giro mesmo

9:27 da tarde  
Blogger Manuelinho said...

Seguirei a tua sugestão. Gosto de Cage, considero-o - para o universo hollywoodesco - um actor bom.
Beijinho, S.

9:51 da tarde  
Blogger contra-regra said...

Pretendo vê-lo, pois sou fã da obra de Phillip K. Dick (Recentemente vi O Homem Duplo e achei interessantíssimo). E espero mesmo que valha a pena a interpretação de Cage, pois O Sacrifício (The Wicker Man) foi simplesmente desastroso.

(http://claque-te.blogspot.com): 9 Canções, de Michael Winterbottom.

(http://poemasderodape.blogspot.com): Pequenos Takes de um Mundo Caótico.

7:36 da tarde  
Blogger bateman said...

parece-me que o cage esta numa dinamica negativa, o filme tem uma boa premissa, mas nao gostei da forma musculada como o concretiza, penso que cage fica melhor em filmes mais dramaticos e menos musculados...

Comprimentos cinematigraficos

Batemanscritics

11:48 da tarde  
Blogger Ramon Scheidemantel said...

É, realmente Wicker Man detonou a carreira do Cage. Logo após ele fez o Motoqueiro Fantasma, que também não ajudou muito.
Sorte dele ter acertado nesse.
Ainda não assisti, mas valeu pela dica!

1:07 da tarde  
Blogger Ruca said...

Gostei do filme... Dá que pensar como seria ter aquele dom... Será que simplificava a vida? Quanto ao Cage, foi bom ver um pouco daquele ar de louco que ele consegue fazer...

11:47 da tarde  
Blogger Dvd Paradiso said...

O filme é cheio de incongruências, tornando-o ridiculo.
No que aos filmes de viagens temporais diz respeito, só o "Efeito Borboleta" e, mais recentemente, a "Premonição" conseguem manter uma narrativa minimamente lógica.

Continua a ver bons filmes!

11:25 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer