domingo, outubro 14, 2007

Uma caixa e um quarto

The Kovak Box
Realização: Daniel Monzón
Elenco: Timothy Hutton, Lucía Jiménez, David Kelly

Sinopse:
David Norton, um escritor norte-americano de ficção científica é convidado para dar uma conferência numa ilha paradisíaca. Na noite em que chega com a namorada, pede-a em casamento e ela aceita, mas horas depois, a noiva atira-se pela janela. Parece suicídio, mas para David isso não faz sentido.

1408
Realização: Mikael Håfström
Elenco: John Cusack, Mary McCormack, Samuel L. Jackson

Sinopse:
O número 1408 é um quarto em que ninguém se atreve a ficar. Mike Enslin é um escritor que já escreveu vários "best-sellers" onde desacredita fenómenos paranormais. Como fonte de inspiração para o seu próximo livro, Enslin pretende provar que o quarto 1408 não está assombrado e que tudo não passa de um mito.

Comentário:
The Kovac Box- História interessante, vai causando algum suspense. Interpretações menores. Um bom filme de fim-de-semana, sem aborrecer em demasia.
1408- Primeiro que tudo devo dizer que gosto de Mikael Håfström. Gostei muito de "Evil" e também de "Derailed". Não gostei tanto assim de 1408, talvez por ter expectativas mais elevadas.
Em 1408 destaco a brilhante interpretação de John Cusack, que continua a ser um grande actor e neste filme consistente com o papel.
O espaço claustrofóbico em que se desenrola o filme, ou seja, o quarto 1408, o comportamento paranóico de John Cusack e a forma como é filmado são de facto suficientes para nos deixar, em alguns momentos, susceptíveis de apanhar um susto ou outro.
No entanto creio que a história se prolonga demasiado e os momentos criados à volta da filha do protagonista tornam-se desnecessários, devido à recorrência melodramática.
Não li a história, mas creio que deve merecer ser lida e apesar de alguns pontos negativos, o filme merece ser visto, porque tem o seu valor cinematográfico entre o género. No entanto, entre as adaptações de obras de Stephen King, encontramos muitas superiores (sem pensarmos na excelente adaptação de Shining, do grande mestre Kubrick). De qualquer das formas, merece uma passagem por uma sala de cinema!

Etiquetas:

5 Comments:

Blogger contra-regra said...

Quero ver 1408 porque li o original do Stephen King e me surpreendou bastante. O elenco, quando quer, faz coisas interessantes. Pena que o Samuel L. Jackson se envolve em tanta produção de gosto duvidoso. Enfim, é esperar pra ver.

9:19 da tarde  
Blogger PostScriptum said...

Grato por mais esta sugestão. Um dia serei um cinéfilo e a ti o vou dever.
Beijinhos. S.

5:03 da tarde  
Blogger Luís Alves said...

1408 está na lista para ver, pois o conceito parece-me original e desde High Fidelity, que o senhor Cusack tem aqui um fã. Quanto ao outro, é sempre bom vêr o Timothy hutton de volta a papeis de protagonista.

abraço cinéfilo

1:29 da tarde  
Blogger serotonina said...

vamos lá ver se ainda consigo apanhar estes filmes, cá por baixo.

6:24 da tarde  
Blogger Wellington Almeida said...

A premissa era até interessante mas que filminho banal...que desperdício de um grande actor como o John Cusack!

11:47 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer